Translate

sábado, 20 de julho de 2013

BANDO DE MARITACAS




BANDO DE MARITACAS

" elas estão aqui sobrevoando a cidade,
acho bonito, mas sei também
que é bem triste,
elas não são daqui,
já não tem mais procedência,
na realidade não há onde ter permanência,
aqui nesta cidade não tem milharal,
a cultura aqui é absurda,
é monocultura, não tem rotatividade,
é uma total incapacidade,
mas mesmo assim, perdidas,
as Maritacas sobrevoam a cidade,
talvez em busca de uma identidade,
já que agora, fora de seu habitat,
são animais refugiados,
do Cerrado que esta castigado,
pela mazela do lucro a qualquer preço,
fruto do total menosprezo,
pela fauna e flora da região,
que, infelizmente, segue em total extinção,
pobre Maritacas que sobrevoam a cidade,
no seu barulho bonito,
mas que não sei se para Elas, agora,
é um grito de Lamento,
de quem esta proscrito. "

Marco Aurelio Tisi

( 20/07/2013 )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

" Poesia é antônimo de censura "

Sara Meynard