Translate

sábado, 4 de janeiro de 2014

LOBO SOLITÁRIO


LOBO SOLITÁRIO

A Existência vai fluindo,
e cada vez mais vou fugindo,
cada vez mais, nada sei,
nunca se sabe nada,
e sempre uma nova revoada.

Quero Amar, não quero Aturar,
mas Amar é só uma teoria,
teoria que a só a gente sente,
e pro vezes fica dormente,
porque é só uma Paz aparente,
por vezes tão atraente,
mas que na realidade
é só um sonho acordado,
que deixa o Coração apertado.

Melhor mesmo ser um Lobo Solitário,
que ao fazer uma singela Poesia,
é como uivo desesperado,
para o Luar Encantado.

Lobo Solitário,
que desperta com a Passarada,
que de manhã cumprimenta a Florada,
que orna a porta da entrada,
que a existência vai chegando,
e muito eu não vou encontrando,
e as vezes vem o Vento Sussurrando ,
pra revelar o que esta escancarado,
que é a Teoria daquilo que não existe,
mas que causa a Dor que persiste,
porque a Saudade ainda insiste.

Então melhor mesmo é Uivar,
pra o Luar nos Encantar.

Marco Aurelio Tisi
( 04/01/2013 )


Nenhum comentário:

Postar um comentário

" Poesia é antônimo de censura "

Sara Meynard