Translate

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

ILUSÃO


ILUSÃO


Há momentos que bate aquela Saudade,
mas sei que é Ilusão,
fruto da minha Ingenuidade,
que as vezes me dói,
pois enfim foi só Maldade.

Queria poder fazer uma Poesia Suave,
mas como faze – la , se não foi Verdade,
pode ser uma recaída minha,
posto que agora nesta ocasião Natalina,
vem essa Saudade e me contamina.

Já não creio em mais Nada,
há muito pouca honestidade do que se fala,
é muita gala pra quem se gaba.

Doe não poder fazer uma Poesia Suave,
não haverá cordialidade,
melhor suportar com passividade,
toda essa época de tanta hipocrisia,
e não se abater pela Melancolia,
é uma passageira desarmonia.

No fim, a lição aprendida,
com a Ilusão sofrida,
é que apesar de tudo,
a inspiração pra Poesia Suave,
talvez não tenha mais Fertilidade,
é acreditar que nem tudo é Maldade,
mas, principalmente, perceber com Sobriedade,
que é assim a Realidade.
Marco Aurelio Tisi
( 23/12/2014 )

2 comentários:

  1. excelente blog parabens

    http://gargulasdark.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diego Guerra.

      Muito Grato. Abraços.

      Marco Aurelio Tisi

      Excluir

" Poesia é antônimo de censura "

Sara Meynard